3 exercícios de Mindfulness para Crianças

As técnicas de mindfulness podem ser aplicadas em qualquer idade e, crianças a partir dos 2 anos já podem se beneficiar dos exercícios.

O segredo é não deixar que isso seja uma obrigação, mas sim, um momento de troca entre pais e filhos ou alunos e professores. O tom de brincadeira garante o interesse pela prática e estimula o comprometimento. Que tal tentar uma das três sugestões ainda hoje?

Quietinho feito um sapo

Quietinho feito um sapo é o título do mais famoso livro sobre mindfulness para crianças, de Eline Snel. Através desse exercício, a criança aprenderá a ser paciente, relaxar e manter a calma, além de compreender a importância da postura e da respiração corretas para a prática da meditação.

Primeiro, explique a seu filho que a rã é um animal que pode dar grandes saltos, mas que também é capaz de estar bem quieta, observando tudo o que passa a seu redor, sem reagir de imediato.

Mostre-lhe como respirar, fazendo um par de respirações profundas com muita calma. Convide-o a brincar de ser uma rã. Mostre como a barriga se enche quando entra ar e se esvazia quando sai o ar.

Durante um tempo curto de 1 minuto, vocês devem estar sentados, respirando como a rã, quietos, notando apenas como a barriga se enche e se esvazia.

Vejo você

Vejo você é uma atividade que motiva o desenvolvimento da emoção. É ferramenta maravilhosa para despertar a empatia e criar vínculos afetivos.

O jogo deve ser realizado em duplas, um de frente para o outro. Durante um tempo, temos de olhar-nos nos olhos sem perder o contato. Manter a mirada atenta é o foco de concentração.

Exercício para vencer a frustração

A prática pode ajudar muito a que nossos filhos possam vencer algumas sensações que tem por estar preocupados, ter raiva, sentir-se incômodos ou frustrados.

Peça-lhe que pare um momento e observe o que está sentindo. O que o preocupa? Em que parte de seu corpo sente essa preocupação? Na barriga? Na garganta? Na perna?

Diga-lhes que foque sua atenção nos pés e como os sente sobre o chão. Pesados? Duros? Quentes? Frios? Peça-lhe que foque em sentir a respiração. Ajude-o a fazer algumas respirações profundas. Conte até 2 para inalar e até 4 para exalar. Peça-lhes para sentir como o ar frio entra por seu corpo e como sai quente por sua boca. Ajude-o a sentir-se mais relaxado.

Quando note que seu filho está pronto para tratar do problema original, dialogue com ele. Pergunte o que o preocupa, o que o deixa incômodo, o que o frustra. É importante que você se mostre receptiva a escuta-lo para poder guia-lo a encontrar a melhor solução para o problema.

 

Comentários

comentários

By | 2018-05-15T14:35:32+00:00 15 de maio de 2018|Educação, Protagonismo Infantil|0 Comments