KidXChange: um novo olhar sobre a educação

 

A educação e todo o universo que a cerca sempre foram temáticas muito presentes em minha vida. Lembro-me de dar aulas para minhas bonecas, do orgulho em dizer que meus pais eram professores da Universidade e da alegria e vontade com que me vestia com o uniforme todas as manhãs e participava ativamente das atividades escolares.

O meu interesse pelo tema, no entanto, foi restrito, durante anos, a leituras esporádicas e alguns eventos. Mas há mais ou menos um ano eu decidi transformar esse encantamento, ou melhor, compromisso, em parte efetiva da minha vida: foi aí que nasceu o KidXChange.

No início, a idéia era apenas reunir, em um blog, iniciativas educacionais vanguardistas e que, de alguma forma, permitiam o protagonismo das crianças no que se refere aos modelos de aprendizagem e a possibilidade de estarem à frente de pequenas (ou por que não grandes) transformações em nossa sociedade.

Mas tudo foi ganhando corpo, forma e as oportunidades foram me levando a outros (e mais lindos) caminhos. O clichê “a educação pode transformar o mundo” sempre foi uma crença minha e, hoje em dia, vem tomando um sentido incrível. Gosto muito de uma frase do Piaget que ilustra exatamente o que eu penso e que me motiva e direciona o KidXChange:

 

“A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe”

 

E é isso que o KidX (meu apelido carinhoso para um projeto tão especial) vem trazer na minha vida e, tão logo, para a comunidade em que vivo. O caminho vem sendo de muita leitura, pesquisas, entrevistas, viagens e uma imersão deliciosa nesse mundo rico e infinitamente fecundo. Meu estudo mais profundo se concentra, nesse momento, em um estágio de observação no IEIJ (Instituto de Educação Infantil e Juvenil) em Londrina. Essa experiência vem moldando diariamente o meu projeto e viabilizando sensivelmente o crescimento do meu sonho.

A interdisciplinaridade, termo que mais profundamente caracteriza a pedagogia do IEIJ (fundamentada na teoria epistemológica de Jean Piaget) foi o que me motivou a procurar a escola, que me recebeu prontamente e de forma acolhedora. Nessa característica é que, também, é fundamentado o KidXChange.

A partir desses estudos o projeto ganhou algumas alças: além da ideia inicial do blog, o KidX vai ganhar uma conta no SnapChat, onde serão apresentados conteúdos sobre várias metodologias de aprendizagem, notícias e novas iniciativas sobre educação e dia a dia do projeto. Mas, o passo maior, mais lento, porém mais empolgante e especial são as oficinas práticas que já estão sendo preparadas com muita dedicação. O principal objetivo é incentivar o protagonismo das crianças e oferecer novas formas de aprendizagem que priorizem a interdisciplinaridade e que ofereçam ferramentas de transformação do mundo pelos pequenos.

Escrevendo esse texto eu me deparei com uma frase muito sensível e real que traduz muito meu sentimento, a essência do KidXChange e meu desejo para os novos caminhos da educação no mundo. Acredito que seja, assim como foi para mim, uma inspiração para todos que acreditam no potencial infinito das crianças:

“… precisamos fazer nossa parte que é ajudar as crianças a encontrarem seus dons e talentos, e se alinharem com a sua verdadeira missão. Não basta largar a criança na escola, é preciso se responsabilizar e se comprometer com o despertar do amor desse Ser.” Sri Prem Baba

SnapChat: @kidXChange

Comentários

comentários

By | 2016-11-07T14:53:10+00:00 27 de maio de 2016|Construtivismo, Educação, Londrina|2 Comments